NOTA: Esse post foi escrito há 7 anos. Elegi como o único antigo que deveria ser reciclado pra estar aqui por dois motivos: o primeiro é pela aceitação do artigo, visto pelos comentários e principalmente da notoriedade que teve no fórum zendbrasil.com.br, o segundo é pra servir como lembrete de como nossas opiniões mudam com o tempo. Nos dias de hoje faria tudo diferente, leiam os novos pois já estou…

Muitos são os que fazem cara feia quando indico programar em Ambiente Linux. A realidade é que mesmo com a ascensão de distribuições simples como Ubuntu, Mandriva e CentOS Fedora e Mint, a resistência à mudanças perdura. Não faço parte dos grupos rivais “Win x Nix”, cada sistema operativo possui suas vantagens a depender da área de aplicação. E no caminho que estamos trilhando de aplicações web utilizando ZendFramework, é quase que certo que estas sejam publicadas em Linux. Afinal, Apache + Linux é uma boa arquitetura resiliente na execução de aplicações.

Como sei também que nem todas as pessoas estão dispostas a instalar Linux, prepararemos nosso Ambiente de Desenvolvimento em forma de Máquina Virtual. Será utilizado o VirtualBox em nossos próximos exemplos - A Oracle® comprou a SUN® mas ele ainda é livre! - “Assim esperamos…”.

Neste artigo utilizamos os Softwares nas seguintes versões:

  • Linux Ubuntu 10.10
  • Apache 2.2.18
  • PHP 5.3.2-1ubuntu4.2
  • MySQL Server 5.50
  • MySQL Admin-Tools
  • Kate Editor + Konsole
  • ZendFramework 1.10
  • SUN VirtualBox 3.1.8

Versões

Por questão de compatibilidade escolhi trabalhar com a versão 3.1.8 do VirtualBox ( que não é a mais atual no momento ), pois no site oficial já consta [ 3.2.10 ]. O que acontece é que realizei diversos testes com as 2 (duas) versões sucessoras e em ambas utilizando Ubuntu 10.10, o suporte para os addons de recursos visuais e mais alguns outros recursos não estão estáveis - tive travamentos, crash’s e alguns outros problemas.

Instalações

Primeiramente instalaremos nosso Servidor Apache, PHP e MySQL. Faremos o seguinte download:

sudo apt-get install tasksel

LAMP - Linux ( Apache + MySQL + PHP )

Já houve tempo em que configurar manualmente todos os parâmetros do Apache + PHP era tarefa árdua. A primeira aplicação da qual fizemos download ( o “tasksel” ) é nativa da versão Ubuntu Server e auxilia na instalação automatizada para configuração de Servidores. Executá-la-emos com privilégios administrativos (root) através do comando:

sudo tasksel

E será necessário apenas marcar a opção LAMP server e depois em OK.

Ao término das configurações seu Ambiente Virtual já constará com os Serviços Apache + MySQL sendo executados corretamente e com todas as referências do PHP já estabelecidas. Prático demais!

ZendFramework

Certifique-se de que o Apache foi instalado corretamente, basta acessar http://localhost através de seu navegador e teremos um “It’s works!”.

Interessante no Linux é que durante a instalação do Zend, o pacote com os binários (bin) também é instalado como adicional e já realiza a inclusão do aplicativo nas Variáveis de Ambiente do Sistema Operacional. Por isso não será necessário nada mais do que executar no terminal o comando zf. Para fazer a instalação dos 3 (três) pacotes do Zend basta executar o comando:

sudo apt-get install zend-framework

OBS.: Sigam a ordem de instalação das aplicações como descrita no tutorial, pois o Zend só conseguirá realizar as modificações no Apache caso este esteja instalado. Mas como nem tudo são flores, ainda teremos que realizar alguns ajustes.

O Zend e a maioria dos sistemas baseados na metodologia MVC trabalham com uma técnica chamada de “URL Limpa” ou “Reescrita de URL”. O endereço que costumamos acessar como usuarios.php?login=naner&ver=posts ficaria como usuarios/login/naner/ver/posts. Mas deixemos esses detalhes para quando formos nos aprofundar no Curso Zend. Para ativá-lo então, no terminal utilize o comando:

sudo a2enmod rewrite

A segunda diretiva a ser alterada é no arquivo: /etc/apache2/sites-available/default , de None para All, somente onde o cabeçalho constar como: <Directory /var/www/>

<VirtualHost>
    ServerAdmin webmaster@localhost

    DocumentRoot /var/www
    <Directory />
            Options FollowSymLinks
            AllowOverride None
    </Directory>
    <Directory /var/www/>
            Options Indexes FollowSymLinks MultiViews
            AllowOverride All
            Order allow,deny
            allow from all
    </Directory>

    # continua com mais conteúdo...

</VirtualHost>

Feitas estas duas alterações então teremos nosso LAMP + ZEND funcionando corretamente, basta reiniciar o Serviço do Apache e começar a desenvolver aplicações.

sudo /etc/init.d/apache2 restart

Kate + Konsole

Boas IDE’s de desenvolvimento hoje em dia auxiliam bastante na geração de código com agilidade. Neste Ambiente Virtual escolhi o Kate por ser um bom editor de texto que apresenta os 3 (três) principais recursos que mais precisaremos: árvore de navegação em diretório folder tree, identificação de várias linguagens syntax highlighting por tags mesmo que dentro de um único arquivo e console anexo para execução de comandos konsole.

O Kate não é padrão do Gnome, faz parte da suíte KDE. Por não ser padrão, quando realizarmos seu download, verificaremos que o terminal anexo não funciona, exibe apenas uma tela cinza. É necessário baixar o Plugin Konsole. Execute o comando abaixo e tudo mais estará resolvido.

sudo apt-get install kate konsole

Neste ponto do tutorial nosso Ambiente Virtual está completo, pronto para qualquer desenvolvimento com Zend. Como acabamos de instalar o Kate, seguem alguns detalhes que podem ser modificados para melhorar nossa interação com a ferramenta.

Árvore de Arquivos

Para visualizarmos os arquivos em árvore selecione a opção abaixo na parte principal do Kate.

Remover prefixação

Para que o Kate não salve um backup do arquivo sempre que pressionarmos Ctrl + S, vá em SettingsConfigure KateEditor ComponentOpen/SaveAdvanced[ ] Local files e desmarque a opção de realizar backup.


Pronto! Já está funcional nosso Ambiente para desenvolvimento em PHP com suporte Zend. Lembre-se de salvar um backup do arquivo VDI que é gerado durante todo este processo para evitar refazer todas estas configurações novamente. Em outros artigos será mostrado como realizar a configuração para ambiente Windows através da ferramenta NetBeans a qual já conta com suporte nativo para PHP/Zend e ZendTool. Boa Sorte e bons estudos.